Esta modalidade de seguro pode cobrir até gastos com danos à reputação e ao lucro cessante de uma empresa

O seguro de Proteção de Dados e Responsabilidade Cibernética, também conhecido por Cyber Liability, é a modalidade que oferece cobertura contra a invasão de hackers nos computadores ou no sistema informático usados em uma empresa. Lançado no Brasil em 2012, esse produto é cada vez mais procurado devido à crescente evolução de ameaças, fazendo dos ataques cibernéticos o maior risco contra a infraestrutura global e também no Brasil.

Hoje, exemplificado pelos recentes episódios, o risco de fraudes e invasão de sistemas, softwares e websites é recorrente e isso pode gerar diversos danos a uma empresa, desde prejuízos financeiros, vazamento de informações, até a corrupção de dados. Com o seguro, é possível proteger os danos à reputação, tanto pessoal quanto corporativa, a violação e reestruturação de informações, a contaminação de dados de terceiros por meio de vírus e até o lucro cessante de uma empresa – quando ela para de faturar por um problema de invasão, dentre outros.

“Temos uma proliferação enorme de malware (grande ameaça cibernética) com novos vírus, identidades roubadas e vários ataques no ambiente online. O seguro de Proteção de Dados e Responsabilidade Cibernética é uma garantia para a continuação do negócio, já que pode manter os dados de uma empresa, informação essencial para a vida de uma companhia. O valor atrelado ao negócio é muito mais relevante do que já foi no passado recente”, destaca Jeferson Bem, superintendente de riscos patrimoniais e financeiros da TRR.

De acordo com um estudo do Net Diligence, em média, um ataque cibernético pode causar dano aproximado de 7 milhões de dólares para uma empresa. Neste custo, está incluído o valor médio em gastos legais de 300 e 500 dólares a hora. Ainda com base no estudo, a perspectiva para 2018 é entregar, em prêmios, um valor que pode chegar em até 5 bilhões de dólares no mundo. E até 2025, a perspectiva é de 18 bilhões de dólares.

O preço do seguro varia de acordo com a exposição e a vulnerabilidade da empresa. Geralmente, instituições financeiras, entidades governamentais, empresas das áreas médicas, e-commerce, de telecomunicação, indústria, mercado imobiliário, turismo, transporte e de entretenimento são mais afetadas.

Quer saber mais, entre em contato com a nossa equipe.

 

Fonte: Greisiger, Mark. “Cyber Liability & Data Breach Insurance Claims: A Study of Actual Payouts for Covered Data Breaches.” Net Diligence. June, 2011.